O texto abaixo baseou-se em minha própria fala, contida no vídeo Manipulação da Mídia – Histórias com Osho.

Introdução

Em 2016 gravei um vídeo, disponível no Youtube desde então, Manipulação da Mídia – Histórias com Osho, comentando o que presenciei de manipulação da mídia contra o Osho quando eu morava em suas comunas na Europa e quando eu estive em Rajnesshpuram, a cidade no estado do Oregon criada à volta do Osho.

Para a minha surpresa, dois anos depois vi o mesmo acontecer, desta vez com a manipulação da mídia bem mais sofisticada, com ares de neutralidade e imparcialidade, no “documentário” Wild Wild Country, da Netflix.

Bom sinal… Osho continua incomodando em seu empenho de tornar a consciência o desencadeador de nossas ações, e não a mente com seu contínuo ruminar de pensamentos destrutivos… Daí a necessidade de deturpá-lo com a tal manipulação da mídia.

E melhor ainda, esse “documentário” serviu para peneirar, distinguindo claramente quem tem uma visão superficial e precipitada de quem realmente procura perceber além da apresentação enlatada…

E, quem conhece Osho a fundo, sabe que esse tipo de peneirada ele próprio sempre fez ao longo de sua trajetória, portanto, a Netflix acabou contribuindo com Osho, ao fazer por ele este trabalho!

Mas ao perceber que dentre os que ficaram com um pé atrás em relação ao Osho havia muitos com um nível de consciência suficientemente elevado a ponto de poderem olhar um pouco mais profundamente e perceberem a manipulação da mídia contida nele, não resisti… gravei 7 vídeos comentando sobre a série da Netflix, com os links abaixo.

Wild Wild Master - Parte 1
Wild Wild Master - Parte 2
Wild Wild Master - Parte 3
Wild Wild Master - Parte 4
Wild Wild Master - Parte 5
Wild Wild Master - Parte 6
Wild Wild Master - Parte 7

Adaptação da minha fala de 2016 sobre a manipulação da mídia contra Osho

Fui três vezes à cidade de Rajneeshpuram, em 1982, 1984 e 1985.

Esta foto é de 1982, quando eu estava fazendo um Curso de 2 meses em Rajneeshpuram. Ela está em um livro Fotobiográfico sobre o Osho relativo aos anos em que ele esteve nos Estados Unidos, com tiragem de apenas 1500 exemplares. Sou o rapaz que está em primeiro plano, e estávamos praticando o terceiro estágio da Meditação Dinâmica.

Inicialmente Rajneeshpuram era uma fazenda desértica chamada Big Sur, e sannyasins do Osho a compraram e a transformaram em um oásis, com restauração da natureza, com extensas plantações, com três lagos artificiais, com aeroporto, com frota de ônibus para circulação interna, com acomodações para até 20.000 pessoas, com restaurantes, lojas, grandes construções para abrigarem grupos de crescimento pessoal…

Foi algo grandioso e que preencheu todas as condições para ser uma cidade oficial dos Estados Unidos, e realmente se tornou uma, aparecendo no mapa do estado de Oregon e com placas rodoviárias indicando-a.

Provocações

Essa cidade, como tudo o que Osho fez nos Estados Unidos, foi parte de uma tremenda provocação orquestrada por ele. Para mim, que estava presenciando tudo aquilo, era evidente que Osho foi para os Estados Unidos para provocar ao máximo o sistema político e religioso americano.

E não dava para não prestar atenção a ele… Só as dezenas de Rolls Royces à sua disposição tornava impossível ignorá-lo…

O presidente dos Estados Unidos na época, Ronald Regan, era fonte de piadas por parte do Osho como um personagem estúpido, e o papa também entrava com frequência no rol das piadas como um personagem burro…

As provocações do Osho tomavam todas as frentes possíveis, e ele não media esforços para encontrar essa e aquela maneira de espetar o sistema e o governo, não só federal, mas também estadual e regional.

Eu diariamente assistia aos vídeos do Osho gravados nos Estados Unidos. Na época eu morava em uma comuna do Osho em Hamburg, na Alemanha, filiada a Rajneeshpuram, e lá eu assistia a esses vídeos geralmente com uma defasagem de duas semanas, pois demorava um tempo até chegarem na Alemanha, via transporte aéreo e rodoviário, lembrando que na época não havia internet.

Por esses vídeos dava para perceber que ele estava “ordenando” para ser repudiado e preso e que fatalmente a CIA e o FBI estariam trabalhando para ver como calar a boca desse cara.

Olhar do Osho

Manipulação da mídia sentida da carne

Certa vez, todos da comuna da Alemanha em que eu morava foram para Rajneeshpuram em um de seus festivais, e lá, uma noite fomos convidados a assistir à reprodução de uma matéria difamatória contra Osho que tinha acabado de sair em programa de televisão chamado Sixty Minutes.

Era um programa de grande audiência nacional, e um quarto deste programa foi dedicado a distorcer o Osho, a distorcer Rajneeshpuram e a todos nós que estávamos com ele.

O interessante foi que nossa reação ao assistir à matéria foi dar risada. Para nós era ridiculamente gritante a distorção que o programa estava querendo mostrar sobre o que de fato acontecia ali.

Foi uma experiência bem marcante, ao ver na carne como a mídia distorce, associando falas com determinadas imagens totalmente fora de contexto. Só mesmo quem estava lá para saber o quão distante da realidade era a matéria, na clara intenção de denegrir impiedosamente o Osho. Realmente foi bombástico…

Mas a manipulação da mídia contra o Osho na época não aconteceu apenas com este programa, é claro. Revistas, jornais, rádios, outros programas de televisão… Osho constantemente era alvo de matérias nas diferentes mídias não só americanas, mas mundiais da época.

A responsabilidade pela perseguição ao Osho

A responsabilidade pela perseguição ao Osho e a mobilização para difamá-lo, obviamente, é do próprio Osho, já que foi ele quem provocou. Ele deu todos os motivos do mundo para os governos federais, do Oregon e dos municípios próximos a terem um ódio mortal por ele, e a manipulação da mídia contra Osho foi uma consequência natural disso, procurando denegri-lo de todas as formas possíveis.

A manipulação da mídia é uma constante

Assim, é importante assimilarmos: em qualquer matéria da mídia, seja em que meio ou tema for, é prudente desconfiarmos e verificarmos com cuidado se não há uma manipulação da mídia por trás.

Convém ficarmos com um pé atrás, pois é comum sermos manipulados a acreditarmos no que de fato não representa a verdade.

É no mínimo prudente assim fazermos, em todos os níveis, já que, em geral, somos vulneráveis a repetirmos cegamente o que a mídia coloca como se fosse a verdade. E, em geral, é tão falso o que ela coloca…

Só para finalizar o drama, Osho acabou sendo preso, o que era inevitável.

Osho nunca votou

Um ponto importante a ser lembrado aqui é que várias vezes ouvi Osho dizer que ele nunca votou na vida, nunca!

Ele realmente bombardeava os políticos, falava que os políticos eram pessoas com complexo de inferioridade e que querem estar em uma posição de destaque devido a esse complexo.

Ouvi ele dizer que colocar esse ou aquele político no poder, ou esse ou aquele partido no poder, em essência é a mesma coisa, a mesma patologia, já que quem está comandando tudo não são as figuras que aparentemente estão comandando.

Os políticos são escravos do sistema, e é o próprio sistema que coloca dois ou mais partidos para fazer de conta que há escolha, fazer de conta que há democracia.

Fuga ou retirada estratégica?

Osho embarcando para Portland

Então, Osho acabou sendo preso, e ele, na verdade, sabia que ia ser preso. Esse é um assunto bastante delicado que me deixa sensibilizado…

Desde que chegou, Osho nunca tinha saído de Rajneeshpuram, a não ser para prestar depoimentos em Portland, a capital do Oregon, já que lá havia vários processos contra ele.

Tive a felicidade de presenciar um desses embarques do Osho e, para nós, esses eram momentos encantadoramente festivos…

Aí, um belo dia ele pegou um jato em Rajneesshpuram mesmo, dizendo que ia visitar não sei quem. Em voo, seu jato foi acompanhado por dois caças americanos com ordem de prisão e para o jato aterrissar em determinado aeroporto na Carolina do Norte.

Que ele sabia que ia ser preso, é óbvio. E para quem tem preconceito contra o Osho, de imediato a tendência é achar que ele estava tentando fugir. Mas fugir seria praticamente impossível, e se houvesse uma tentativa real de fuga, o lógico seria ir para o Canadá, já que o estado do Oregon é bem perto desse país. Ocorre que a rota do avião foi atravessar todo os Estados Unidos, indo do oeste ao leste do país.

E o que iria acontecer se Osho esperasse para ser preso em Rajneeshpuram? Havia milhares de pessoas com profundo amor ao Osho em Rajneeshpuram, e eles, inevitavelmente, iriam tentar impedir a prisão de todas as formas, o que poderia resultar em derramamento de sangue…

Assim, melhor ser preso fora de Rajnesshpuram…

A saga de 12 dias

Enfim, Osho acabou sendo preso sob acusação de fomentar imigrações ilegais, e o governo americano fez questão de apresentá-lo acorrentado, como mostra a foto. 

Depois de 12 dias passando de prisão em prisão em diferentes estados americanos, saga essa sem nenhuma justificativa por parte do governo americano, fez um acordo, pagou uma fiança e foi expulso dos Estados Unidos, não podendo retornar àquele país dentro do prazo de 5 anos.

Osho acorrentado

Mas enquanto preso, houve sinais de ter sido envenenado e exposto a radiação. Alguns anos depois ele mesmo apontou, em seus últimos momentos, que a deterioração de seu corpo que o levaria à morte ocorreu devido ao envenenamento por tálio enquanto esteve preso.

21 países não aceitaram Osho

Mais uma provocação do Osho para deixar bem claro o perigo que ele representa não só para os Estados Unidos: após ser expulso, Osho fez um tour mundial, recebendo a recusa de praticamente todos os países em que sinalizou querer entrar.

No total, 21 países negaram visto de entrada a Osho.

Uruguai, Grécia e Nepal

O Uruguai aceitou o Osho e, na época ouvi falar que o presidente do Uruguai, Julio María Sanguinetti, tinha simpatia pelo Osho, embora eu não possa afirmar se de fato havia essa simpatia.

O fato é que, depois de algumas semanas, Osho acabou também sendo expulso do Uruguai, frente à ameaça dos Estados Unidos de fazer algum boicote àquele país.

De lá, Osho foi à Grécia, que também permitiu a sua entrada, mas de novo, depois de algumas semanas, foi novamente expulso, tendo a sua casa invadida por policiais e sendo levado à força para o aeroporto, mesmo ainda tendo algumas semanas de permissão em seu visto para ficar lá.

Depois Osho foi ao Nepal, ficando algum tempo nesse país e, de lá, voltou para Poona, Índia, de onde tinha partido para os Estados Unidos.

E porque dessas expulsões no Uruguai e na Grécia?

Enquanto Osho estava nesses países, embora com um público restrito ele continuou com os seus discursos “cortantes” e provocadores, que eram gravados e repassados a um público maior e, depois, transcritos e transformados em livros.

E vale lembrar que enquanto Osho esteve nos Estados Unidos, todos os dias ele era entrevistado pela mídia mundial, sejam através de repórteres de rádios, revistas, jornais ou televisão. E sempre provocativo!

Por que Osho nessa época foi tão provocativo?

Osho sempre foi provocativo, indo na direção contrária ao nosso condicionamento bitolado do que é o certo, mas nessa época em que esteve nos Estados Unidos o seu grau de provocação atingiu o seu auge.

A pergunta: Por que justamente nessa época em que esteve nos Estados Unidos ele se sacrificou tanto a ponto de ser envenenado pelo ódio que intencionalmente despertou contra si mesmo?

Tenho uma explicação para isso, que dei no vídeo “Manipulação da Mídia – Histórias com Osho” e no sétimo vídeo da série “Wild Wild Master, sobre Wild Wild Country – Histórias com Osho”.

Por questão de contexto, sinto como mais apropriado você saber dessa explicação assistindo à toda a série “Wild Wild Master, sobre Wild Wild Country – Histórias com Osho”, cujos links estão acima.

Lembrete importante

Saber sobre o Osho pouco impacto tem sobre nossa transformação pessoal, já que esta vem não por este ou aquele conhecimento, e sim ao colocarmos em prática a essência de sua mensagem: sermos a testemunha silenciosa de nós mesmos e do mundo!

Então, vai aqui o convite para saborear sua mensagem diretamente da fonte, dele mesmo, através de seus livros e vídeos, e para praticar suas meditações ou as meditações inspiradas em sua mensagem.

E são elas, as meditações, que tornam viável o real despertar dessa testemunha em nossa vida cotidiana!

Comentários

Clique no botão acima para deixar seus comentários.

Próximo Retiro de Meditação com Nisargan:

Próximo

Sobre Nisargan:

Nisargan

Aula e Meditações On Line com Nisargan:

On Line

Canal do Youtube:

Youtube

Facebook do Espaço Presença:

Facebook

Instagram do Espaço Presença:

Instagram
WhatsApp WhatsApp